Conselho Regional de Psicologia - 20ª Região

Pesquisa

Qual é a relação entre democracia e o cuidado em saúde mental?

Twitter Imprimir email

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) vai realizar, ao vivo, no site www.cfp.org.br, a partir das 16h de 17 de maio, novo Diálogo Digital. O tema de maio é: “Qual é a relação entre democracia e o cuidado em saúde mental?”

Para receber notificações, confirme presença no evento do Facebook, aqui https://www.facebook.com/events/423798248082955/

Em 18 de maio de 2018, a Carta de Bauru vai completar 31 anos. Redigida em 1987, na cidade de Bauru (SP), durante o Congresso de Trabalhadores de Serviços de Saúde Mental, o texto, intitulado “Por uma sociedade sem manicômios”, inaugurou uma nova trajetória do setor no país e resultou na Reforma Psiquiátrica Brasileira.

Na mesma cidade, 30 anos depois, cerca de 2 mil pessoas, entre pacientes, familiares, profissionais, representantes de entidades da sociedade civil, dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) e das Comissão Intergestores Tripartite escreveram uma “Carta de Bauru” e incluíram a juventude e a infância como sujeitos da luta antimanicomial.

Dia 17 às 16h assista aqui

Recentemente, O Sistema Conselhos de Psicologia divulgou alerta sobre retrocessos no campo das políticas sobre drogas. Aprovação de nova resolução do Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas (Conad) resultou em distorções da Política de Redução de Danos e da Política Nacional sobre Drogas, pois defende modelo de abstinência e promove o avanço das comunidades terapêuticas (CTs), em detrimento da Política de Redução de Danos e dos Caps AD.

Assim, acreditamos na campanha “?Direitos Valem Mais” como contraponto à Emenda Constitucional 95, que diminuiu o dinheiro para a saúde e educação pública e de outras políticas sociais por 20 anos, tornando inviável a garantia de vários direitos, penalizando ainda mais as populações vulneráveis e favorecendo o rentismo, o que só beneficia os que lucram com o mercado financeiro.

O Diálogo Digital do dia 17 de maio vai permitir que profissionais da Psicologia e as pessoas que defendem os direitos humanos ampliem as reflexões sobre como reagir diante do retorno de retrocessos nas políticas de saúde mental.

Algumas questões precisam de respostas: como as pessoas com sofrimento mental podem participar da política? Qual a importância da democracia no exercício profissional da Psicologia como ciência e profissão? Qual a relação da democracia com a loucura? Como a Psicologia deve reagir diante do fortalecimento das comunidades terapêuticas pelo financiamento público? A abstinência, tão arraigada no senso comum, pode ser uma política pública excludente à redução de danos?

Participe do Diálogo Digital do CFP. O evento, realizado na sede do CFP, em Brasília, será transmitido ao vivo via site, Facebook e Youtube.

Você também pode enviar perguntas pelas redes sociais do CFP (Youtube, Facebook e Twitter) com a hashtag #DialogosCFP. Questionamentos também podem ser transmitidos para o e-mail comunica@cfp.org.br.

Conheça nossas debatedoras e debatedores:

Rogério Giannini (coordenador) é presidente do Conselho Federal de Psicologia (CFP) e atua como formador em educação popular e educação em saúde.

Paulo Duarte de Carvalho Amarante é médico formado pela Escola de Medicina da Santa Casa de Misericórdia. Tem especialização em Psiquiatria pelo Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), mestrado em Medicina Social pelo Instituto de Medicina Social da UERJ e doutorado em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz. É professor e pesquisador titular da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca da Fundação Oswaldo Cruz, vice-presidente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) e presidente de honra da Associação Brasileira de Saúde Mental (Abrasme).

Débora Macedo Duprat de Britto Pereira é, desde 2016, titular da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão do Ministério Público Federal (MPF). Foi vice-procuradora-geral da República entre 2009 e 2013. É graduada em Direito pela Universidade de Brasília (UnB). Ingressou no MPF em 1987, sendo promovida a subprocuradora-geral da República em 2003.

Thiago Petra da Motta Campos é psicólogo clínico, docente e pesquisador em saúde mental e ações terapêuticas. Graduado em Psicologia pelo Centro Universitário de Brasília UniCEUB, especialista em Psicologia Junguiana pela Faculdade de Ciências da Saúde de São Paulo e mestre em psicologia pela Universidade Católica de Brasília (UCB). É membro da ONG Inverso e do Movimento Pró-Saúde Mental do DF.

Confira a programação nos regionais em comemoração ao Dia da Luta Antimanicomial:

CRP-04
Na quarta-feira, 16/5, o CRP-04 (MG) promoverá edição especial do Psicologia em Foco na semana da luta antimanicomial. O ciclo de eventos terá um caráter especial e abrirá espaço para conferência do professor e pesquisador, Walter Melo Junior. Ele discutirá “Saúde, Território e Clínica Ampliada: uma experiência de formação de profissionais de novo tipo”.

CRP-07

Santa Maria terá em 14/05 (segunda-feira) o Encontro de Visibilidade da Luta Antimanicomial, às 13h30, no Auditório da Antiga Reitoria da UFSM. A atividade é aberta às/aos psicólogas/os, a estudantes de Psicologia e à sociedade em geral. Saiba mais.

CRP-08
A campanha do CRP-PR para o Dia da Luta Antimanicomial deste ano tem como slogan “Saúde não se vende, louco não se prende: quem tá doente é o sistema social”. Confira a programação.

CRP-13
Para celebrar o dia 18 de maio – Dia Nacional da Luta Antimanicomial – o CRP-13 (PB), juntamente com instituições parceiras, preparou uma agenda de eventos que contempla as cidades de João Pessoa, Campina Grande e Patos. Confira a programação.

CRP-12
TERÇA (15/05) – Faculdade CESUSC:
8h às 10h: Roda de conversa: O Movimento Nacional da Luta Antimanicomial:
História, princípios e desafios atuais.
9h às 18h: Exposição e venda de artesanatos (Associação Fênix Rupestre –
CAPS AD ilha e Continente)
10h às 11h30: Oficinas de cerâmica
11h às 12h: Música no pátio
13h: Apresentação do teatro Utu Suru Baco Smica, do CAPS 2 – Ponta do Coral
A partir das 14h: Atividades do projeto Arte, Cultura e Cidadania.
QUARTA (16/05) – na UFSC:
9h às 18h: Exposição e venda de artesanatos (Associação Fênix Rupestre –
CAPS AD ilha e Continente)
10h às 11h30: Oficina de Cerâmica
13h: Apresentação do teatro Utu Suru Baco Smica, do CAPS 2 – Ponta do Coral
14h às 16h: Slam PIRADO (batalha de poesias), exposições e apresentações
artísticas.
16h: Roda de conversa: Saúde Integrada na Universidade.
QUINTA (17/05):
10h30 às 12h: Produção de faixas e chocalhos no Instituto Arco-íris, Centro
– Florianópolis.
14h às 16h: Audiência pública na Câmara dos Vereadores de Florianópolis.
SEXTA (18/05):
15h às 17h: Panfletagem e oficinas no Largo da Alfandega,
Centro-Florianópolis.
17h: 2ª Caminhada do orgulho louco em Florianópolis: Surto coletivo –
Centro.
17h30: Encerramento da semana no Instituto Arco-íris com banda Marafonia.

CRP-14
Em Campo Grande (MS), no dia 17/5, acontecerá a conferência sobre os “Retrocessos na Saúde Mental e a luta antimanicomial”, às 19h30, na UNIDERP/MS. Evento será aberto ao público em geral.

CRP-20 (AC, AM, RO e RR)
Amazonas:
Projeto: Direitos Humanos e Saúde Mental: cuidado em liberdade*
Dia 15/05/2018 – 13h00 as 14h30
Roda de Conversa em Saúde Mental
Local: Escola de Aperfeiçoamento do Servidor do Tribunal de Justiça do Amazonas
Dia 18/05/2018 – 09h00 as 12h00
Roda de Conversa em Saúde Mental
Local: Sede do Ministério Público do Estado do Amazonas – MPE.
Dia 25/05/2018 – 08h00 às 11h30
Roda de Conversa em Saúde Mental
Local: Defensoria Pública do Estado do Amazonas
* Atividades realizadas pela Gerência de Atenção Psicossocial da Secretaria Municipal de Saúde – SEMSA e que contará com a participação do CRP-20 nas discussões.
Dia 22/05/2018 – 09h00 às 11h00
Participação na Videoconferência “Saúde Mental: luta antimanicomial/Participação no
Controle Social” na Secretaria de Estado de Educação – SEDUC/AM, destinada a
servidores e convidados.